domingo, setembro 06, 2009

Vício



Por rodopios, luzes ofuscas, sorrisos alterados e pernas balanceadas, percorro a noite crua.
O agir fica disperso e o terno avessado.
Falo para mim mesma, já não sinto, nem faço sentir.
O hábito da carne nua sem prazer.
As vezes tenho medo de mim mesma.
Que vício!

Em vão!

15 comentários:

L disse...

Apesar do ridiculo, do odio mal orientado e do repugnio pelo que é amado, a noite permanece naquele estatuto quase de pedestal como se a da salvação se se tratasse. Antro de esforço de nós mesmo por algo que procuramos mas não temos palavras para fazer acontecer, não temos posse para fazer aparecer, nem voz para sermos ouvidos. Longe vão os sonhos, raros sao os prazeres. Porca, porca é a a vida que nos tenta e perverte a nossa mente e prostitui o nosso corpo.
Esse dito vicio no qual me encontro drogado não sara com realidade, não sara com razão. Não sara até de todo; apenas acalma, com mais noite. Como uma droga.

João Gil disse...

http://mmeloup.wordpress.com/

Visita, nova actualização.


______

O meu vício são os vícios. Não interessa quais, nem para quê. Interessa serem vícios.

João Pinto Costa disse...

Que texto intenso...sem ser em vão.

http://maildeumlouco.blogspot.com/

Mónica disse...

*.*

tambem o vicio da carne por vezes movimenta o nosso mundo.

a noite, essa sim sera sempre noite.

Summerparis disse...

Mónica, todos os vícios que apelem à promiscuidade movem o mundo :)

Summerparis disse...

João Pinto Costa, é um desvairo de uma louca :)

João Pinto Costa disse...

Um elogio da autora do 10.º melhor blog de 2007 na categoria de literatura não é para qualquer um :).
Não disse, mas gosto muito do grafismo do teu blog.

João Gil disse...

Coloquei o link deste blog no meu blogroll. Espero não existir problema.

Summerparis disse...

João Gil, fico lisonjeada,obrigada, vou fazer o mesmo:)

Summerparis disse...

João Pinto Costa, a menina assim fica babada xD obrigada

Tarcísio Buenas. disse...

olá,

eu estava procurando umas fotos para postar no meu blog de poemas eróticos e cheguei aqui.

gostei do que vi, li...

dicas ótimas de discos e livros.

até mais,

tarcísio.

mmeloup disse...

O tempo apertou do dia para a noite e a frequência com que me posso dedicar ao espaço diminui um pouco. Ainda assim, continua a minha luta para o manter, esperando o apoio dos leitores.

E finalmente, uma nova actualização.

_____________

http://mmeloup.wordpress.com/

... disse...

Hoje é mais um dia que passou e que nada mais mostra do que noite crua.

"...já não sinto, nem faço sentir."

Arrepio-me com esta verdade.

É...às vezes temos mesmo medo de nós mesmos.

Summerparis disse...

Fico contente em saber que alguém se sente como eu.:)

... disse...

Digo o mesmo.

Isto de passar o dia na rua, e te sentires completamente transparente...como se ali nada existisse...só é bom às vezes.

Agora sempre...bem, sempre...*